A iniciativa do projeto Foto que Cuida tem o objetivo de alertar os pais sobre a importância do diagnóstico precoce do retinoblastoma, tipo de câncer comum em crianças nos primeiros anos de vida.  Dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA) revelam que 90% dos casos ocorrem em crianças com até 4 anos de idade. No Brasil são cerca de 400 novos casos por ano, 40% dos casos são hereditários, 90% dos pacientes têm chance de cura quando é feito o diagnóstico precoce e 50% das ocorrências ainda são detectadas tardiamente.

Os primeiros sinais do retinoblastoma são muito sutis e podem ser facilmente confundidos com os de outras doenças. Um sinal característico do retinoblastoma é a leucocoria (também conhecida como olho de gato), um reflexo branco que surge quando o flash de uma câmera ou outro feixe de luz artificial incide através da pupila. Nos olhos saudáveis, esse reflexo é sempre vermelho.

Uma forma de descobrir se a criança tem a doença é através da observação de fotografias. Se após a exposição da criança ao flash de uma câmera fotográfica, aparecer uma mancha branca nos olhos, em vez do reflexo vermelho. Nesse caso, recomenda-se levá-la imediatamente ao oftalmologista.

Como ferramenta para o diagnóstico precoce, elaboramos um Mubi com a tecnologia de photo booth que, para além de fotografar o usuário que interagir com o mesmo, vai fazer uma análise da imagem e pré-diagnósticar junto com a equipe médica se a pessoa deve procurar um especialista. Caso seja reconhecido na imagem traços de retinoblastoma, abre-se uma caixa onde o usuário poderá colocar o seu e-mail ou telefone, para receber orientações sobre onde buscar tratamento.

Assine nossa newsletter

GAC Pernambuco

Rua Arnóbio Marques, 310 – Santo Amaro (Recife – PE) | 50100-130 (7º andar do prédio do CEONHPE, dentro do Hospital Universitário Oswaldo Cruz).