Quem nos ajuda a tornar tudo isso possível

GAC-PE capacita profissionais de saúde para diagnóstico precoce do câncer infantil em Paulista


GAC-PE capacita profissionais de saúde para diagnóstico precoce do câncer infantil em Paulista

13/07/2012

O Grupo de Ajuda à Criança Carente com Câncer - Pernambuco (GAC-PE) inicia dia 16 de julho o quarto ano do projeto Diagnóstico Precoce do Câncer Infantojuvenil, que desta vez será realizado em Paulista. Com a ação, especialistas capacitam profissionais da Equipe de Saúde da Família (ESF) para a identificação dos sinais e sintomas do câncer infantojuvenil. O projeto é realizado em parceria com o Instituto Ronald McDonald, a Secretaria de Saúde do Paulista e o Hospital Universitário Oswaldo Cruz (HUOC).

Com o tema “Diagnosticar Precocemente o Câncer Infantojuvenil: um desafio para o município de Paulista”, o Grupo de Ajuda à Criança Carente com Câncer - Pernambuco (GAC-PE) realiza no dia 16 de julho a abertura do quarto ano do projeto Diagnóstico Precoce do Câncer Infantojuvenil. A iniciativa leva capacitação sobre os sinais e sintomas do câncer infantojuvenil para profissionais da Equipe de Saúde da Família (ESF) – primeira referência de saúde para a família, considerando a população de baixa renda. As aulas serão realizadas, até o final do mês de julho, na Faculdade Joaquim Nabuco, no município do Paulista (quarto município mais populoso da Região Metropolitana do Recife, distante 17 km da capital Recife).

Nessa edição devem ser capacitados 700 profissionais de saúde entre médicos, enfermeiros e agentes comunitários de saúde (ACS). São 24 horas de aulas que abordam as formas de identificar os sinais e sintomas do câncer precocemente. Ministra as capacitações um grupo interdisciplinar de profissionais de saúde do Hospital Universitário Oswald Cruz (HUOC) onde o GAC desenvolve suas atividades. A equipe é formada por médicos, enfermeiros, dentistas e psicólogos. Etiene Brito, coordenadora do GAC, explica a importância da detecção precoce da doença. “Quanto mais rápido o diagnóstico, maiores são as chances de cura”, diz.

Este é o quarto ano da iniciativa em Pernambuco, que já capacitou quase 1.070 (Um mil e setenta) profissionais no Recife, Limoeiro, Vitória de Santo Antão, Ibimirim, Manari e Garanhuns.

Sobre o GAC – O GAC é uma instituição sem fins lucrativos criada há 15 anos com objetivo de humanizar o tratamento de crianças e adolescentes com câncer atendidos no Centro do OncoHematologia do Hospital Universitário Oswaldo Cruz (HUOC). O grupo é uma iniciativa de médicos, voluntários e estudantes da Universidade de Pernambuco (UPE).
Sobre o Diagnóstico Precoce – A iniciativa, idealizada em 2005 pelo Comitê de Projetos do Instituto Ronald McDonald em parceria com o INCA, viabiliza a execução de projetos de capacitação de profissionais do Programa Saúde da Família. Os profissionais são capacitados para que possam suspeitar e encaminhar com mais brevidade para hospitais de referência potenciais casos de câncer infantojuvenil.

Notícias Anteriores