Quem nos ajuda a tornar tudo isso possível

Com peças criadas em Paris, estilista desenvolve coleção de camisas exclusivas em prol do GAC-PE


Com peças criadas em Paris, estilista desenvolve coleção de camisas exclusivas em prol do GAC-PE

14/03/2013

A estilista Andréa Lins desenvolveu uma coleção de camisetas exclusivamente para o Grupo de Ajuda à Criança Carente com Câncer (GAC – PE). A linha “Algodão Doce” conta com peças criadas em Paris e é composta de camisas coloridas e modernas. Toda a verba da venda dos produtos será revertida para o GAC-PE que, após 16 anos humanizando o tratamento de crianças e adolescentes contra o câncer e prestando apoio aos familiares dos pacientes, está arrecadando fundos para construir a Casa Dia. O espaço vai permitir a ampliação dos serviços prestados pela instituição.

A coleção é baseada em elementos que rementem ao universo infantil, como sorvetes, algodão doce e pipoca. Todas contam a marca do GAC-PE. Essa é a primeira ação social da estilista e sua loja, a Vida Luxo, que conta com artigos exclusivos da cidade luz. “A criação das roupas fica a cargo de uma equipe, que trabalha diretamente de Paris. De lá, também partem os tecidos e aviamentos para a elaboração das peças, que são fabricadas em São Paulo”, explica a estilista que participa diretamente de todas as etapas do processo – da concepção à apresentação do produto ao consumidor final.

As camisas já estão prontas e serão comercializadas em breve nas principais lojas da cidade. Interessados já podem fazer a reserva da camisa nos números (81) 3423.7633 | (81) 3423.7636.

"Tudo agora está dependendo da parceria com algumas lojas que já trabalham com peças-conceito, para então iniciarmos as vendas. Até o final do mês as lojas já disponibilizarão. A ideia é deixar todo mundo contagiado pelo clima de como é bom ajudar as nossas crianças. É literalmente vestir a camisa", diz a vice-presidente do GAC-PE, Lícia Moraes.

Casa Dia - A Casa Dia será um espaço no qual pacientes e familiares poderão descansar, se alimentar ou tomar banho enquanto aguardam tratamento ou consulta. O local vai beneficiar especialmente famílias que moram em outras cidades e não têm aonde ficar no Recife. Além das instalações para as famílias, a Casa Dia servirá como sede administrativa da instituição e vai permitir que o GAC-PE amplie as atividades educativas. As oficinas de arte que já são oferecidas serão expandidas e o GAC-PE pretende passar realizar aulas de informática, entre outras.

“Muitas vezes essas pessoas vêm em carros do município e têm que ficar o dia inteiro no Recife esperando para voltar à noite. Com a casa dia teremos um espaço no qual estas pessoas poderão descansar, tomar banho e se alimentar”, explica Lícia Moraes, vice-presidente da instituição. As dificuldades não param por aí. “Muitas mães que procuram o GAC-PE com um filho doente, deixaram outros filhos sem assistência em casa, pois não têm com quem deixar as crianças”, conta.

O espaço atual onde o GAC-PE está instalado tem cinco anos e foi construído, dentro do Hospital Universitário Oswaldo Cruz, também exclusivamente com recursos de doações. É um prédio de sete andares no qual passou a funcionar o Centro de OncoHematologia Pediátrico do hospital. O centro conta com refeitório, ambulatório, brinquedotecas, laboratório, ambulatórios multidisciplinares, enfermarias, Quimioteca e UTI pediátrica. Toda esta estrutura será mantida, já que, atualmente, a parte administrativa do GAC-PE ocupa apenas o último andar do prédio. Com a mudança, é provável que o espaço vago seja transformado em novos

Notícias Anteriores